Docinho de leite Ninho – Passo a passo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Docinho de leite Ninho – Passo a passo

Mensagem  Admin em Sex Out 01, 2010 2:02 am

Receita

1 lata de leite ninho

a mesma medida, menos 3 dedos de açúcar refinado

leite de coco até soltar das mãos, mais ou menos 100ml

Corante alimentício em gel

Observação: eu usei o leite de coco light. Ele é bem menos oleoso, dá o ponto mais fácil e deixa a massa mais saudável.

Use o corante em gel. Se usar o líquido, a receita fica muito mole. Corantes não são algo para usar e abusar no dia-a-dia, mas o que seriam das regras se não houvesse as exceções? Quer melhor exceção que dia de aniversário?

Atenção: Açúcar refinado não é a mesma coisa que açúcar impalpável. O açúcar impalpável contém maisena!

Preparando a massa

Separe todos os ingredientes e recipientes que irá utilizar, inclusive as forminhas dos docinhos.

Coloque o leite ninho numa vasilha e encha a lata até faltar 3 dedos para completar, com açúcar refinado.

Dica: para fazer açúcar refinado, basta bater bem o açúcar cristal no liquidificador e peneirar depois.

Acrescente o açúcar ao leite e despeje 100ml de leite de coco. Apenas 100ml!!!! Metade da caixinha ou do vidrinho. Prefira o light, pois deixa a massa menos gordurosa.

Misture a massa com as mãos bem limpas. No começo a sensação é de que nunca obteremos o ponto desejado. Mas não desista. Vá modelando a massa em pequenas porções. Fica mais fácil. Para facilitar, lave as mãos várias vezes durante o procedimento, usando água filtrada. E manipule a massa com as mãos ainda úmidas. Isso evitará que a massa “peça” mais leite de coco. O ponto certo é quando ela estiver macia e brilhosa como na segunda foto, abaixo. A massa fica macia, soltando da mão, sem ficar oleosa.
Dependendo do lugar em que você more (já que recebemos visitas do mundo inteiro aqui no blog), e conforme o clima da sua região (quente ou frio, seco ou úmido), a massa poderá “solicitar” um pouco menos de leite de coco ou de açúcar e leite em pó. A regra é essa: massa mole, mais leite em pó e açúcar, massa seca, mais leite de coco.

Em lugares em que não existe o leite Ninho, é possível substituí-lo por outro leite usado na alimentação infantil, desde que seu sabor seja igualmente adocicado.

Para tingir a massa, separe-a em pequenas porções. Ministre o corante com um palito de dentes. Basta um pouquinho e sua massa já estará tingida. Vá testando até obter a tonalidade desejada. Tinja as cores que desejar e reserve-as em potes fechados, até a hora da modelagem.

Dica preciosa: a menos que você seja uma exceção entre as mães, e tenha tempo livre de sobra, pode um dia precisar fazer a massa em etapas. Se desejar adiantar o trabalho, por exemplo, à noite, depois que as crianças foram dormir, e prosseguir no dia seguinte, depois que elas tiverem ido à escola, pode preparar a massa com antecedência e guardá-la no refrigerador, em recipiente fechado, sem tingir.

Se fizer isso, vai notar que a massa estará mais dura de modelar. Para resolver o problema, basta levá-la ao microondas por alguns segundos (de 5 a 10), ela voltará à temperatura e consistência normais.

Depois de tingidas as porções, o próximo passo é modelar os docinhos. Aí começa a verdadeira brincadeira e o trabalho artístico propriamente dito.

Modelando um caracol

Dependendo do que você vai modelar, precisará de duas ou mais cores de massa. O caracol é bem fácil de modelar. Para deixar os docinhos mais ou menos do mesmo tamanho, eu dividi a massa verde em 20 porções iguais e fiz o mesmo com a massa rosa.

Dica: Antes de tingir a massa, eu fiz um caracol com massa ao natural e vi de que tamanho ficaria cada parte (o corpo e o caracol). Tingi a massa, seguindo as proporções. No caso, a massa rosa ficou em maior quantidade. Não precisar ficar neurótica, afinal, nada feito a mão fica exatamente igual.

Para o corpo do caracol. Modele uma coxinha com as mãos, e vá afinando aos poucos uma das extremidades, até virar uma minhoquinha com cabeça maior. Achate levemente o meio do corpinho, para dar sustentabilidade ao bichinho quando ele receber a casinha.


Para modelar a casa do caracol, faça uma minhoca e enrosque, simples!


Junte a casinha do caracol ao corpo e pressione levemente.


Para fazer olhinhos e boca, use um palito de dentes com a ponta molhada em corante preto. Eu fiz apenas um para fotografar, pois vou desenhar os rostinhos quando descongelá-los, para evitar que manchem.



Se você optar por congelar esses docinhos, poderá fazê-lo até três meses antes da festa. Envolva-os nas rendinhas que serão usadas nas forminhas de docinhos, para evitar que grudem uns nos outros.

Eu costumo congelá-los em depósitos plásticos rasos, do tipo apropriado para guardar frios (queijo e presunto), ocupa pouco espaço no freezer. Depois do depósito bem cheio, esvazie o ar, fechando bem. Envolva-o com filme plástico, dando várias voltas.

ATENÇÂO: Para serem descongelados, os docinhos devem permanecer no mesmo recipiente, fechados por 3 a 4 horas, em temperatura ambiente, só então devem ser abertos, ou viram uma meleca só. Depois de descongelados, não podem ser novamente congelados!

Modelando uma borboleta

Siga os mesmos passos anteriores. Tinja a massa, separe as porções a serem utilizadas, divida equitativamente as porções, para que os docinhos fiquem mais ou menos do mesmo tamanho.

Aqui, usei massa amarela, rosa e laranja.

Faça várias bolinhas, para fazer as cabecinhas das borboletas. (Note pela foto que eu forrei um filme plástico sobre a mesa de granito. Se fizer o mesmo, cuidado para não misturar partes do plástico à sua massa, ao cortá-la e manipulá-la sobre ele!).



Para fazer as asas, estique a massa rosa. use cortadores de biscoito, em formato de coração. E com o lado sem serra de uma faca, corte as pontas do coração. Una as duas metades.


Para fazer o corpinho, faça pequenas minhocas e grude-as sobre as asas. Se quiser enfeitar mais, faça pequenas bolinhas coloridas e coloque-as sobre as pontas de cada asa. Como eu disse, o rostinho será desenhado depois que os doces forem descongelados.
Modelando flores
Estire a massa, e corte-a usando um cortador em formato de flor. Para fazer as folhinhas, siga as mesmas recomendações e use cortador de folha.



Para fazer os miolos, faça minúsculas bolinhas e achate-as levemente no centro das flores.



Monte as florezinhas sobre os plásticos e congele seguindo as recomendações anteriores.

Foto do depósito devidamente plastificado.

Renderam 60 florezinhas com folhinhas.
créditos-http://claudinha-feitoamo.blogspot.com/search/label/passo-a-passo

Admin
Admin

Mensagens: 5679
Data de inscrição: 17/08/2010

Ver perfil do usuário http://artedeconfeitar.forumaqui.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum